quinta-feira, 18 julho, 2024

Esmola colabora para que pessoas permaneçam em situação de rua

Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), tem como rotina a realização do trabalho de abordagem social que visa dar suporte e direcionamento para pessoas em situação de rua, tanto que a pasta está iniciando um levantamento e mapeamento que visa mostrar a realidade desse público.

Porém, nas ações de rotina, já se notou um aumento do número de pessoas em situação de rua, inclusive, de mulheres e são poucas as que aceitam o atendimento das equipes de abordagem. Conforme a assistente social Sheila Regina S. Ferreira, é necessário que a população em si colabore nessas ações não dando esmola.

“A esmola permite que essas pessoas permaneçam nas ruas e alimentem seus vícios em álcool e outras drogas. Apesar de ter todo um trabalho em rede, com apoio das forças de segurança e Secretaria Municipal de Saúde, a população precisa se conscientizar de que a esmola agrava esse problema”, comentou Sheila.

Muitas pessoas em situação de rua acabam por não aceitar o atendimento do Centro Pop, que tem local para higiene, alimentação e acompanhamento Interdisciplinar. “Não podemos obrigar ninguém a ir, porem ofertamos os serviços de segunda a sexta-feira . Sempre fazemos forças-tarefa intersetorial com todos os órgãos envolvidos nesse atendimento, porém há uma migração de território a cada ação”, explicou a assistente social.

Conforme a SMAS, os principais motivos que levam essas pessoas a largarem o ambiente familiar e passar a viver nas ruas são conflitos familiar, uso drogas e envolvimentos com pessoas já em situação de rua.

A secretária da pasta, Vera Helena Arsioli Pinho, diz que há toda uma estrutura para atender essas pessoas. “Mas primeiro, precisamos que elas aceitem o atendimento e sigam com o tratamento e acompanhamento. É um trabalho de formiguinha, mas a cada pessoa que conseguimos tirar das ruas é uma vitória.”

ONDE PEDIR AJUDA E DENUNCIAR

Caso você veja alguma pessoa em situação de rua, o melhor a se fazer é ligar para  o Serviço  Especializado em Abordagem Social-SEAS que atende pelo telefone 67 99212-5728 de segunda a sexta-feira em horário comercial e aos finais de semana e feriados temos disponível  um profissional em escala de serviço que poderá ser acionado através do fone 67 99274-4942

Por: Assessoria PMTL

Veja também

- Publicidade -

WebRádio Plenitude

Últimas Notícias

- Publicidade -