quarta-feira, 17 julho, 2024

Defesa Civil de MS segue em alerta e monitora nível dos rios Miranda e Taquari

Foto: Saul Schramm/Gov. de MS

A Cedec (Coordenadoria Estadual da Defesa Civil) de Mato Grosso do Sul continua em alerta diante das cheias que rios e alagamentos que afetaram cidades do Estado na última semana. Por ora, os rios que seguem com monitoramento mais de perto são o Miranda e o Taquari, com perspectiva de redução dos níveis.

Na semana passada a Defesa Civil estadual foi até Ponta Porã onde houve áreas de alagamento para prestar apoio técnico ao órgão municipal, na sexta-feira (17) e sábado (18) passada. Lá, foi decretado estado de emergência.

Também na fronteira com o Paraguai, mas em Porto Murtinho, foi realizado pela Defesa Civil estadual o monitoramento no nível do rio Paraguai, afetado pelo grande volume do rio Apa e outros afluentes. Contudo, não houve registros preocupantes.

Já nesta quinta-feira (23), a Cedec informa que não há áreas críticas em Mato Grosso do Sul, mas segue em alerta quanto ao nível dos rios Miranda e Taquari. A expectativa é que ambos saiam do radar de atenção maior já na sexta, devido a boa vazão de água e ao menor volume de chuvas nas regiões cortadas por esses rios.

Nível dos rios

A medição de hoje aponta o rio Miranda, na altura da cidade de mesmo nome, com 6,47 metros, nível apenas considerado de alerta – entre 6 e 7 metros. É considerado emergência números acima dessa faixa, e normalidade abaixo.

No rio Taquari, na altura de Coxim, a medição do dia aponta para 4,53 metros, também dentro do nível de alerta (entre 4 e 5 metros).

Ações da Cedec

A coordenadoria participa de várias ações preventivas e de intervenção em Mato Grosso do Sul. Uma delas é o mapeamento das áreas de risco junto aos municípios, o Plancom, além de envio de alertas para entes públicos, prefeitos e coordenadores, fazendo ainda a interlocução destes com o Corpo de Bombeiros.

Já para a população, os alertas são emitidos via mensagens de SMS, além de aplicativos como Telegram e WhatsApp. Outro plano de ação é feito por meio de veículos de comunicação, como as rádios locais, atingindo o maior número de pessoas.

Por: Enfoque MS

Veja também

- Publicidade -

WebRádio Plenitude

Últimas Notícias

- Publicidade -