quinta-feira, 18 julho, 2024

Casos confirmados de dengue em MS já passam dos 2 mil, aponta boletim epidemiológico

Foto: Divulgação

Os casos de dengue continuam em alta em Mato Grosso do Sul. Nesta quarta-feira (15), em um novo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria do Estado de Saúde (SES), o número de casos já confirmados da doença ultrapassou a marca de 2 mil. Também foi confirmada a segunda morte provocada pelo vírus, que foi o adolescente e jogador de futebol de 14 anos morto no último dia 13 em Dourados.

Conforme os dados, são 5.114 casos prováveis (que soma os suspeitos com os já confirmados pelos laboratórios) de dengue desde o início do ano até o presente momento, dos quais 2.155 já foram confirmados (até o boletim anterior eram 1.430).

Para efeitos de comparação, no boletim divulgado na semana passada eram 3.782 notificações prováveis, ou seja, aumento de 1.332. Na mesma semana de 2022, a SES registrou 174 prováveis enquanto que neste ano foram 1.238.

Mato Grosso do Sul tem 23 cidades com a alta incidência de dengue, que é quando são registrados 300 casos para cada grupo de 100 mil habitantes. Apenas sete municípios ainda não registraram sequer um caso provável da doença, são elas: Douradina, Eldorado, Iguatemi, Jateí, Novo Horizonte do Sul, Selvíria e Tarucu.

Na lista das cidades com maiores casos confirmados de dengue, Três Lagoas aparece na frente com 236 já comprovados pelos exames, no último boletim eram 152. Em segundo lugar está Campo Grande com 183 casos, eram apenas 56 há sete dias. Em terceiro vem Miranda com 179, eram 146 na vez passada.

Completam a lista das cidades com mais de 100 casos já confirmados: Bonito, 173; Corumbá, 134; Maracaju, com 124; Batayporã, com 112, e Bela Vista, com 103.

Além da morte do adolescente de 14 anos, a outra foi uma mulher de 59 anos, sem comorbidade, e que residia em Guia Lopes da Laguna. A paciente apresentou o início dos sintomas no dia 13 de janeiro e faleceu no dia 17 do mesmo mês, sendo que a causa do óbito foi confirmado somente no dia 06 de fevereiro.

Para conferir o boletim epidemiológico na íntegra clique aqui.

Chikungunya

Com relação aos casos de Chikungunya, que também é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, houve apenas um novo caso confirmado pelos laboratórios. Com isso, já são 12 pacientes no Estado nas cidades de Ponta Porã (8), Campo Grande (2), Sidrolândia (1) e Corumbá (1).

O novo boletim epidemiológico trouxe também o registro de 211 casos prováveis. eram 183 na semana passada, aumento por tanto de 28 notificações em sete dias. Nenhum óbito foi confirmado até agora.

Para efeitos de comparação, na mesma semana de 2022 Mato Grosso do Sul não tinha registrodo nenhum caso provável da doença, enquanto que neste ano foram 44 registros.

Para ver o boletim na íntegra clique aqui.

Por: André Farinha/ Enfoque MS

Veja também

- Publicidade -

WebRádio Plenitude

Últimas Notícias

- Publicidade -